Está voltando!

Aguarde novo conteúdo.
Vem Abril!!!

terça-feira, novembro 20, 2012

21 de Novembro. Serei sempre como criança.

Gabryel Fellipe

   L ivremente correr. Correr, pular, imaginar, saltar, não se preocupar com nada além da imaginação.
   Simplesmente ser livre. Correr na escuridão e por um momento diminuir o passo para fingir estar em câmera lenta, olhando para tras com os olhos da imaginação e enxergando- me fugindo de monstros, bichos e feras gigantes e perigosas. Então, saio daquela imaginação e sou arremessado, contra a minha vontade, para a realidade. Paro de correr e começo a andar, andar com o corpo ereto e alinhado, cabeça com olhar reto e nariz empinado.  
   Minha preocupação não é mais dirigida apenas para a imaginação, aliás, quão difícil é conseguir  ter tempo para a imaginação. Preocupo-me com a realidade e somente com ela. Os bichos, monstros e feras, antes só existentes na adorável imaginação, agora são reais e tentam de tudo, e mais além, conseguir me destruir.
   O tempo leva a fase mais importante que eu tinha, a infância.
   Percebo que as imaginações que todos nós temos na infância, são apenas uma escola para preparar-nos para o mundo real, que espera cada um, ali, no final da adolescência e no começo da fase sem graça, a fase adulta.
   Não, nunca perderei a imaginação, serei sempre como criança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- respondo a todos os comentários;
- deixe seu link, afinal, curto muito visitar outros blogs e ler postagens;
- comentários de anônimos só serão aprovados mediante identificação;
- á primeira menção de grosseria, aguente as consequências.

____________________________________________________________________El Costa

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...