Está voltando!

Aguarde novo conteúdo.
Em Julho!
Blog em reforma

quarta-feira, dezembro 11, 2013

Dezembro, sentimental - "Você me faz mal, mas eu necessito de você!" por Gabriela Soledade

 "Você me faz mal, mas eu necessito de você!" 


   Quanto tempo faz que eu te conheço? Eu lembro, você não lembra.
   Quero que você recorde a nossa primeira conversa, aquela em que falávamos de "salsichas" e o quanto elas são más para a saúde. Na verdade, você dizia que salsicha te fazia mal, mas que você precisava come-las na hora do seu almoço quando o tempo não te ajudava a preparar algo melhor. Eu discordava dessa sua atitude, mas não conseguia me expressar como você se expressava, eu ficava sem jeito, tão sem jeito que bati no carrinho de compras d'uma mulher chata e gravida, sim, nossa primeira conversa foi numa casa de frios.
   Quero que você recorde todas as nossas conversas via 'sms', aquelas que discorríamos sobre temas polêmicos, sempre expondo nossas opiniões um pro outro - o único jeito que eu encontrava para poder me expressar bem com você, fora isso, sempre ficava envergonhada -. Não podíamos ficar de "lero-lero", muitas vezes estávamos ocupados, você na faculdade e eu no trabalho, mas sempre corríamos o risco. Era necessário.
   Quero que você recorde o dia em que nos tornamos íntimos, e que perdi a vergonha de falar contigo frente á frente. Foi naquela fez, na festa de confraternização do Grupo de Louvor da Igreja, quando eu estava ruim e você me deu seu colo-amigo e acabei contando tudo o que me deixava pra baixo. Dali por diante, acho que nossa amizade se fortaleceu, e até hoje somos amigos.
   Quero que você recorde que desde o inicio você namorava aquela garota legal, mas mesmo assim não escondia que eu e você fortalecemos uma forte amizade. Me tornei amiga dela, mas, agora quero que saiba...
   Quero que saiba que eu me apaixonei por você. Você já era dela, mas eu escolhi respeitá-la e te respeitar, só que você casou, eu fui madrinha do seu casamento junto com um amigo de infância da sua, agora, mulher.
    Quero que saiba que eu amo você e que já tentei, mas que é impossível para um ser humano, deixar de amar. Eu sofro todos os dias por não te ter pra mim. Estou a ponto de tirar a vida que Deus me deu e ir para o inferno, porque não posso te ter. Mas, só de pensar que ainda posso falar com você e que ainda tenho a sua amizade, me sinto uma menina de sorte.
    Quero que você tenha certeza de uma coisa: Você me faz mal, mas eu necessito de você!


Gabriela Soledade  - 21 anos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

- respondo a todos os comentários;
- deixe seu link, afinal, curto muito visitar outros blogs e ler postagens;
- comentários de anônimos só serão aprovados mediante identificação;
- á primeira menção de grosseria, aguente as consequências.

____________________________________________________________________El Costa

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...