Está voltando!

Aguarde novo conteúdo.
Vem Abril!!!

sábado, julho 12, 2014

Battle Royale, de Koushun Takami (Editora Globo Livros - 664 Páginas - Ano 2014 de 1999)


“E não se tratava simplesmente de serem mortos: os estudantes deviam se matar uns aos outros até que restasse uma única cadeira. Sim, esse era o pior jogo de dança das cadeiras de toda a história.”
Página 46.



   Finalmente eu li esse livro! A primeira vez que soube da existência dele foi pelo Biblioteca do Terror que tem as melhores resenhas de livros intensos, todas escritas por Rafa Filth!

   O livro é indicado por Sthepen King, o mestre do Terror, e só por ai já se pode prever que é um baita livro. Mas se você tem estomago fraco, então aceite esse desafio!

   Conteúdo polemico: esse foi o motivo da desclassificação de Battle Royale da disputa para um grande prêmio de literatura no Japão. Certamente é um material que faz qualquer robozinho maldizer o livro.
   O livro tem adolescentes da 8ªsérie (9ºano) como personagens principais. Sobrevivência como objetivo. Matar como salvação. Viver como cativeiro. Fugir como libertação.

“... Seja lá como for, se seu oponente te apontar uma arma, não hesite. Do contrário, você morre. Antes de ficar refletindo sobre o adversário, em primeiro lugar desconfie. Você não deve confiar muito em ninguém neste jogo.” Página 157.
   
   Quarenta e dois alunos são depositados numa ilha onde o OBJETIVO de cada um é SOBREVIVER. Num dia todos são colegas de sala, no outro é difícil saber em quem confiar. [ imaginem que os mais imbecis da classe ontem, hoje estão escondidos, esperando para te matar].
   Muitos se opõem a participar do jogo, não querer MATAR, mas se quiserem sua SALVAÇÃO terão que revidar quando uma ameaça vier [alguns dos alunos, tais como Yukiko Kitano e Yumiko Kusaka se deram muito mal por quererem ampliar seus pensamentos de rejeitamento ao programa/jogo].
   Todos ali são obrigados a se matar para sobreviver, não há como fugir, alguns [Kazuo Kiryama] matam a sangue frio, outros [Mitsuko Soma] tiveram motivos para serem maus. VIVER no Japão é ser obrigado a aceitar as regras do Supremo Líder que criou esse tal programa onde jovens tem que se matar para sobreviver e apenas um sai com vida, mas ainda assim, esse que sai com vida continua a ser CATIVO, e tudo serve de aviso á população para que não ajam como rebeldes.
   A única SAÍDA seria FUGIR, mas isso é impossível.

“Não posso simplesmente morrer. Na minha idade, ainda há muita coisa para fazer e se divertir” Sho Kawada – Página 350.

   De 42 alunos, chega á um ponto que só há 6. E quando pensamos que podemos prever quem vai se salvar, Koushun ri na nossa cara. Odiamos antes do tempo, e amamos fora de hora. Torcemos contra e esquecemos a hora de ser a favor.
 
“... Agora restavam vinte e um estudantes. Apenas dezoito  horas haviam se passado desde o inicio do jogo e, mesmo assim, a turma B do nono ano da Escola de Ensino Fundamental Shiroiwa foi reduzida à metade.” Página 357.

   Os nomes dos personagens dificultam um pouco no começo, mas logo depois você já sabe até come se escreve o nome deles. Alguns personagens fixam melhor na memória por causa de sua personalidade.
   Personalidade: essa é uma coisa que Koushun teve ao escrever seus personagens, todos são de uma jeitinho diferente, uns engraçados [Yutaka Seto], outros sérios [Shogo Kawada], homossexuais [Sho Tsukioka], tolos [Yoshio Akamtsu], estranhos [Mizuho Inada], inteligentes [Shinji Mimura], outros que surpreendem [Takako Chigusa], outros que são os empolgantes [Shuya Nanahara e Noriko Nakagawa] e muito mais.

   Um livro narrado em 3ªpessoa, mas que faz você pensar com o personagem.
   Assemelha-se a Jogos Vorazes? Sim, quase muito! Mas não têm o mesmo objetivo.

Links


   Para saber mais clique em Quotes, ou se quiser a lista dos mortos em ordem, clique em Spoiler.

10 comentários:

  1. Adorei a resenha Grabryel.
    Sou muito fã de Jogos Vorazes e desde que soube da existência desse livro eu quis lê-lo,
    agora você me deu mais vontade ainda.
    Grande abraço!!
    Leitor Antissocial

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é muito demais! RsRs
      Quando tiver a oportunidade de lê-lo, não recuse!
      (você me chamou de GRABRYEL) oooh :O

      Excluir
    2. opa... foi mal.... tá frio, não estou com total controle dos meus dedos :p

      Excluir
    3. Rudy, você me matou de rir, e acabei de notar que o Victor aqui no comentário de baixo fez a mesma coisa! o.O KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

      Excluir
  2. Oi, Grabryel! Nossa, que baita de livro! Parece ser fascinante! Me interessei muito por ele agora!
    Espero eu, adquirir algum dia! E você disse que se parece um pouco com Jogos Vorazes, então melhor ainda! Ótima resenha!
    Abraços!
    Encantos Paralelos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Suzanne Collins se inspirou nele para escrever seu livros! Com certeza!

      Excluir
  3. Amei a resenha! Esse livro não parece de terror, e parece ótimo. Adorarei lê-lo, já está na minha lista. Obrigada pela resenha, nunca tinha visto uma e nem sabia mais ou menos sobre o que era esse livro (na verdade, eu pensava que era um filme).

    The Lord of Thrones

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um pouquinho terrorista, sim, Karlinha. E tem filme dele também, mas não sei se tem em português, é que o livro já é antiguinho, foi reconhecido mais agora após de sua publicação recente pela Globo Livros!

      Excluir
  4. Oi Gabryel
    Obrigada pela ressalva, não vou aceitar a dica dessa vez, com certeza não é pra mim ....sangue e matança to fora.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, tá certa! Melhor não torturar a mente com algo que não gosta. Faria a mesma coisa! Bjs, Paty! Saudades.

      Excluir

- respondo a todos os comentários;
- deixe seu link, afinal, curto muito visitar outros blogs e ler postagens;
- comentários de anônimos só serão aprovados mediante identificação;
- á primeira menção de grosseria, aguente as consequências.

____________________________________________________________________El Costa

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...