Está voltando!

Aguarde novo conteúdo.
Em Julho!
Blog em reforma

quarta-feira, outubro 29, 2014

Diário catastrófico: uma vítima voluntária

29 de outubro de 2014

quando eu era pequeno me fizeram chorar.
um choro sentido, cheio de significados.
eu ainda não tinha coragem pra dizer "para".
então o que eu podia fazer era, simplesmente, me afastar.
fugir.

enquanto fui crescendo continuei me afastando,
mas nesse tempo eu comecei a amadurecer.
talvez crescer com o sentimento de ódio e medo fora ruim pra mim.
mas enfim amadureci.

quando retornei foi diferente,
na primeira vez que deixei o medo de lado, a coragem se apossou de mim.
mas ainda hoje não esqueço daqueles dias.
eu era a vítima porque eu deixava.

com apreciação,
gabryel fellipe


por todos os cantos existem as chamadas vítimas voluntárias. elas podem ser encontradas dentro de algumas famílias, no canto de uma sala de aula, em algum grupo religioso, não é difícil de achá-las.
para identificar uma, é só observar naquelas que sofrem caladas e aceitam tudo de cabeça baixa, mas são expert em fingir, esse fingimento que será a matéria que mais será avançada e demonstrará ótimos resultados quando a vitima voluntária acabar explodindo e recebendo a coragem como troféu.
acredita-se que todos, um dia, já foram vítimas voluntárias.



quinta-feira, outubro 23, 2014

Cosmicismo = terror cósmico = H. P. Lovecraft


   Cosmicismo ou "terror cósmico" é uma filosofia que se baseia fortemente no ocultismo. Tem como principio que não há, não existe, presença divina e que toda e qualquer religião ou crença é apenas fruto da imaginação de seres irrelevantes e insignificantes -  o ser-humano se enquadra nessa categoria.

   O principal tema do cosmicismo é a completa insignificância do ser-humano e no quanto ele não passa de uma "poeira" que será varrida com o tempo, e que tudo há de evaporar, e depois dos humanos terem sido extintos, surgirá outra espécie, que também desaparecerá e virá outra, sempre apagando e tomando o lugar da destruída.

   Howard Phillips Lovecraft foi o criador dessa filosofia/gênero, com suas histórias contendo alienígenas e quartas dimensões, onde seres-humanos são sempre movidos pelo auto ego, incapazes de enxergar em outros seres o mesmo mover. Lovecraft desafiava várias crenças ou seitas, indo contra os valores do Cristianismo, Iluminismo e outros.



eu já tive a oportunidade de ler algo de lovecraft, no conto "A Armadilha" em que o autor escreve em companhia de outro autor. 
pude ter a experiência de ler algo fora do comum, onde o autor conta com uma quarta dimensão e cita até o livro de carrol* como uma semelhança.
é bem possível enxergar no conto a inferioridade que lovecraft coloca ao ser humano, o descrevendo como um ser de conhecimento e capacidade limitada. e o mais incrível é o dom que o autor tem de ir contra a física, descrevendo cenas totalmente contrarias de nosso conhecimento.
lovecraft é, sem dúvidas, um escritor que mexe com a mente humana, fazendo o leitor refletir e se amedrontar com suas reflexões! 


"Pelo mundo estudara e se aborrecera com a capacidade e conhecimento limitado dos humanos"
sobre Axel Holm do conto "A Armadilha"

*Alice no país das maravilhas

terça-feira, outubro 21, 2014

Desafio Halloween Literário #2 - Frankenstein e O médico e o monstro!


 Frankenstein eu já havia tentado ler, O médico e o monstro eu já havia lido. o melhor de tê-los lido um após o outro, me fez enxergar tantas semelhanças como também ter gerado em mim diversas reflexões.
 umas das reflexões foi a busca do homem pelo seu bem prazer, pela sua honra e pelo seu nome. a ambição do ser humano por se fazer grande e perceptível. 
 mas poderia o homem ser maior que o seu Criador?
 um dá a vida a um ser e depois de tê-lo criado o rejeita pela sua aparência apavorante. o rejeitado, por sua vez, acaba reconhecendo em seu "criador" a causa de todo o seu sofrimento, e por fim se torna um destruidor, acabando com toda a alegria de quem o deu a vida.
 o outro dá a si mesmo a capacidade de dividir sua alma, viver quando bem quiser com o seu lado mal, e quando bem quiser, voltar ao seu "eu" normal, mas como homem, ele é falho, então acaba perdendo o controle e sendo vítima da sua própria criação.

e por fim os dois livros mostram o pensamento de seus autores no que eles acreditam ser impossível o homem ser o seu próprio deus! essas e diversas mais outras reflexões.
   
o terror não é algo vão e inútil, sempre terá uma mensagem para dar 
aqueles que leem com a mente preparada para 
aprender do modo imaginário 
mais real que existe.

quinta-feira, outubro 16, 2014

eu em quinto lugar: motivo da minha pausa em tudo!



a minha entrada no "palco" da pré-audição 2014!


   eu fui preparado. subi nas asas dos seres do Altíssimo e sabia que eu daria o meu melhor. eram tantos gritos, tanta gente torcendo. tantos Amores. tantos amigos e familiares me apoiando. e começou a música. meu coração começou a acelerar, mas eu olhei para o público e enxerguei a promessa de D-s. olhei para o lado e vi meu professor, olhei para meus amigos e família lá embaixo torcendo e só sabia que eu não queria decepcioná-los, olhei para o jurados e só desejei que eu não os entediasse. e fui a cantar. a me entregar, a desejar que todos entendessem a letra da música e acabei por esquecer que ali era uma avaliação, pra mim foi como se eu estivesse na igreja, cantando normalmente.
   agradeci ao Papai.

o resultado!


   ficar entre o 5 primeiros colocados está sendo pra mim uma grande alegria, não sei descrever o que estou sentindo, por isso não descreverei. mas agradeço a todos os que me apoiaram e me apoiam, - decidi não citar nenhum nome - e primeiramente agradeço ao D-s dos céus, o meu Papai. e prometi pra mim mesmo que farei melhor na audição 2014 da it produções.

quinta-feira, outubro 09, 2014

Edgar Allan Poe e suas últimas palavras.


"Lord, please, help me poor soul"

   É quase estranho demais um leitor não ter ouvido ou lido algo sobre Edgar Allan Poe.

  •    Pai do romance-policial;
  •    Criador de histórias sombrias, macabras e misteriosas;
   
   E por fim sua própria morte foi misteriosa, um tanto sombria e com um final quase macabro.
   
   Poe foi encontrado nas ruas de Baltimore, no dia 03 de Outubro 1849, gritando coisas ininteligíveis, vestido com poucas roupas que não eram dele e por fim diagnosticado com Delirium tremens.
   Estava na idade de quarenta anos, possivelmente com alguma doença cerebral rara, ao que se sabe tinha problemas com bebidas, talvez tivesse diabetes ou algo do tipo, mas o maior impacto não foi os possíveis riscos de vida que ele corria por qualquer doença que fosse, o maior impacto foi que, suas últimas palavras perfeitamente sãs foram:

"Lord, please, help my* poor soul"
que na tradução ao português fica:
"Senhor, por favor, ajude a minha pobre alma"


 E então Poe morreu em 09 de Outubro de 1849, há exatamente 165 (cento e sessenta e cinco) anos de hoje!

outras fonte dizem que sua morte aconteceu em 07 de outubro.

terça-feira, outubro 07, 2014

Paralisia do sono ou "visita dum espírito mal que não deixa você acordar"


       Em meio a humanidade existem diversas superstições e crenças, mas existem realidades macabras que são tratadas como coisas normais enquanto coisas falsas são tratadas muito a sério.

Vou tentar me expressar da melhor maneira possível, mas se você tem MUITO medo da "peste que anda na escuridão" te aconselho a não ler esse post.

sexta-feira, outubro 03, 2014

Número 13, Sexta-feira treze e Gato Preto - Já ousou saber mais?


Existem superstições que muitas vezes não tem sentido algum, são tantas pessoas que se prendem á um tipo de costume sem antes saber qualquer coisa sobre ele. Eis então o número 13!

Para todas as conclusões de pesquisas que o leitor fizer, sempre encontrará que o 13 é um número de mau agouro, mas o motivo do 13 ser um número de mau agouro não será encontrado porque simplesmente foi um número escolhido aleatoriamente e derramado maldizeres sobre ele. Ou seja, o número foi azarado.

Quase todas as superstições são tiradas das sagradas escrituras, e o que chegou mais perto da explicação do maldito número 13 é que na última-ceia haviam Jesus e os doze apóstolos, contando então 13 pessoas á mesa, e pouco depois, Jesus foi crucificado. Não passa de uma coincidência.

Eis a Sexta-Feira 13!

Como já foi dito, quase todas as superstições são/foram tiradas das sagradas escrituras. Jesus foi crucificado numa sexta-feira e inteligentemente alguém juntou o número de mau agouro com o dia da semana que o Salvador morreu, nascendo assim a macabra Sexta-feira 13.

Eis o Gato Preto!

Na era medieval existia a caçada ás bruxas. Era sempre percebido um gato preto por posse de bruxas e bruxos, e por isso os gatos pretos foram dados a serem significados de maldição e parceiros da magia negra. Hoje o gato preto é sinal de azar e em muitos lugares eles são mortos por várias pessoas que levam essa superstição muito á sério.

Das três eu confio na do Gato preto, mas não mataria um só por achar que carrega algum mal. Quanto ao número treze e a Sexta-feira 13, não acredito, mas respeito os crentes nelas, tanto que um exemplo grande disso é autor Stephen King que tem a chamada Triscaidecafobia, que é o medo do número 13, e ainda assim o acho um completo sábio.

quarta-feira, outubro 01, 2014

Terror, um gênero!



Conectado á ficção e fantasia!

Pode ser sobrenatural ou não sobrenatural.

O terror pode ser identificado em toda e qualquer forma de arte.

Na musica o terror evoca sentimentos relacionados a morte.
Em pinturas causa uma intensidade sombria e apavorante á partir da extravagancia interessante.
Nas telas, chuva de sangue misturadas com sons de auto-volume juntamente com imagens/cenas hediondas, criando sustos capazes de causar mal ao telespectador

Lobisomens, vampiros, fantasmas e outros "seres" semelhantes surgiram da literatura de Horror.

O inicio desse gênero se deu a partir de costumes que tinham como o foco, a morte.

No século XVIII (dezoito) nasceu o Terror Gótico, ao que se sabe, com o aristocrata Horace Walpole.



Antigamente, mais para o século XIX (dezenove) o terror gótico tinha grande influencia para as mulheres por conter um número considerável de autoras do gênero, como Mary Shelley. Assim faziam-se crescer a curiosidade feminina.

Clássicos de Allan Poe, Bram Stoker, Howard Lovecraft, Mary Shelley e Robert Louis Stevenson foram/são os mais conhecidos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...