Está voltando!

Aguarde novo conteúdo.
Vem Abril!!!

quarta-feira, outubro 29, 2014

Diário catastrófico: uma vítima voluntária

29 de outubro de 2014

quando eu era pequeno me fizeram chorar.
um choro sentido, cheio de significados.
eu ainda não tinha coragem pra dizer "para".
então o que eu podia fazer era, simplesmente, me afastar.
fugir.

enquanto fui crescendo continuei me afastando,
mas nesse tempo eu comecei a amadurecer.
talvez crescer com o sentimento de ódio e medo fora ruim pra mim.
mas enfim amadureci.

quando retornei foi diferente,
na primeira vez que deixei o medo de lado, a coragem se apossou de mim.
mas ainda hoje não esqueço daqueles dias.
eu era a vítima porque eu deixava.

com apreciação,
gabryel fellipe


por todos os cantos existem as chamadas vítimas voluntárias. elas podem ser encontradas dentro de algumas famílias, no canto de uma sala de aula, em algum grupo religioso, não é difícil de achá-las.
para identificar uma, é só observar naquelas que sofrem caladas e aceitam tudo de cabeça baixa, mas são expert em fingir, esse fingimento que será a matéria que mais será avançada e demonstrará ótimos resultados quando a vitima voluntária acabar explodindo e recebendo a coragem como troféu.
acredita-se que todos, um dia, já foram vítimas voluntárias.



30 comentários:

  1. Oi, Gabryel! Muitas vezes já fui assim como você (e até hoje sou em alguns momentos) e sei como é isso! Concordo contigo! O que devemos fazer é tomar coragem e deixar o medo de lado! Ótimo texto! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o medo faz parte dos três inimigos da nossa conquista!

      obrigado :) abraço.

      Excluir
  2. Posso chorar agora? Que poema/poesia (não sei a diferença. Já me disseram, mas nunca lembro) lindo ♥ Você escreve tão bem! Amo quando eles rimam, deixa tão mais mágico. Amo os poemas que você faz, porque é como se fosse um diário, mas um diário de nossa vida, sabe? Você fala sobre coisas que já aconteceram com todos nós. Gab, você é divo (hehe, essa palavra...) ♥

    Com carinho,
    Kat ♥

    The Lord of Thrones

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fico feliz com essa sua opinião, minha diva kat!
      diva é você! ♥♥♥

      com mais carinho ainda,
      seu lobo!

      Excluir
  3. Oi Gabryel, posso dizer que também ja fui, por diversas vezes. Nunca entendi por que as vezes digo sim, quando quero dizer não por exemplo, ou quando finjo que nada aconteceu quando na verdade eu to destruída por alguma atitude.
    E o mais incrível é que as pessoas estão tão acostumadas a esse tipo de reação, que quando explodo ficam se perguntando qual é o problema Letícia? auhauahua
    Mas concordo contigo, todos em algum momento ja foi vitima voluntaria, mas permanece apenas quem quer!
    Ótimo texto!
    Bjs da Le
    Le Versos & Controvérsias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rsrs
      a gente suporta até onde dá, lê! uns tem o pavio muito curto, por isso vivem dando pequenas explosões, outros vivem o alongando, por isso quando explodem, explodem pra valer.
      um dia a gente aprende, um dia perdemos o medo! o ser humano é assim.

      Excluir
  4. Na minha infância fui uma vítima voluntária, mas acho que é complicado, nem sempre queremos o que queremos né (deu pra entender?), quem nunca teve aquele momento, eu não quero que isso aconteça, mas quero que aconteça, porque se acontecer tal coisa fará sentido... acho que você não tá entendendo nada né :p
    Só quis dizer que nem mesmo nós conhecemos nossos limites, várias vítimas voluntárias não tem consciência que são voluntárias... não conseguem se erguer e rejeitar aquilo, e nem sempre motivá-las dá certo...
    Mas adorei o texto (como eu disse, algumas pessoas não conseguem deixar de ser vítimas voluntárias, outras, só precisam ler algo assim)

    Grande abraço!!!!

    Leitor Antissocial

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. verdade, rudy! não conhecemos nossas limitações, mas quando a conhecemos, nos conscientizamos que seria melhor que não as tivéssemos conhecido.

      grande abraço, rudy doidinho! :)

      Excluir
  5. Acredito realmente que em algum momento todos já fomos uma vítima voluntária, alguns conseguem "escapar" disso, outras nem tanto. Adorei o texto Gabryel. '-'

    Beijos
    http://www.garotaeseuslivros.com/
    https://www.youtube.com/user/anacrisinah <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. alguns vão levar tempos, mas uma hora todos perdem o medo. alguns até se arrependem :o o que me surpreende.

      beijos.

      Excluir
  6. As marcas da infância nos acompanham pela vida inteira. Achei triste, mas ao mesmo tempo incrivelmente lírico o seu poema. Assim como todos, eu amei.
    cronicasdeumlunatico.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que incrível! fiquei feliz! :)
      abraços, tom - escritor instigante.

      Excluir
  7. Tá poeta, hein Byel! Adorei! ;)

    http://maisumapaginalivros.blogspot.com.br/
    Mais Uma Página

    ResponderExcluir
  8. Nossa Gabe, que profundo! Acho que é o texto mais lindo que li aqui, e concordo, realmente tem coisas que parece que "deixamos" acontecer com a gente :((

    Um beijo grandããão!
    Cá do Aquela Princesa
    (Feliz Dia das Bruxas!!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. sério que foi o mais lindo? :( rsrs
      um beijão bem grandão, também! ♥

      Excluir
  9. Texto ótimo no momento que paramos e refletimos com acontecimento
    crescemos na capacidade e vivemos do nosso jeito. Bom final de semana.
    canal:https://www.youtube.com/user/NekitaReis/videos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pois todas as experiências, sejam elas boas ou ruins, nos moldam e nos transformam, seja para o bem, seja para o mal.
      bom final de semana :)

      Excluir
  10. Um texto incrível, parabéns. Realmente gostei muito :)
    Tem resenha nova lá no blog, beijos! http://trezeparameianoite.blogspot.com.br/2014/10/a-maldicao-do-tita.html#.VFPgIDR4psU

    ResponderExcluir
  11. Confesso que fiquei um pouco emocionada( quer dizer muito emocionada) por um bom tempo mesmo fui uma vítima principalmente na infância,mas o meu modo de fugir disso era apenas deixar de ser notada,não se importar com o que me fazia chorar,e com o tempo amadureci e hoje vejo que tudo que eu passei me fez ser a pessoa que eu sou hoje.

    Ps:Você se tornou meu escritor favorito agora,no dia em que lançar seu livro vou estar lá para pegar seu autógrafo ♥
    http://nadadecontodefadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. uma pessoa maravilhosa e madura ♥
      cada um tem a sua forma de fugir dos males!

      fico feliz e você sabe que é a minha desenhista favorita ♥ linda.

      Excluir
    2. Morri de felicidade agora,por saber que sou sua desenhista favorita <3

      Excluir
    3. mas é claro que é!
      erika, minha desenhista ♥

      Excluir
  12. Bem acho que descobri agora que sou uma vitima voluntária hahah
    Prefiro guardar tudo pra mim é melhor do ficar explicando tudo para outro alguém mas quem sabe um dia eu mudo de opinião. Quem sabe o medo dê lugar a coragem algum dia ai :/

    Abraços, Guilherme
    http://omeu-diva.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Oi, Gabryel. Também creio que todos nós já fomos, um dia ,vítimas voluntárias. Eu sou frequentemente uma delas, por medo de errar, de expressar o que sinto. Mas, enfim, acho que os obstáculos nos fazem aprender lições muito boas, não é?

    Bom final de semana.
    Beijos *-*

    carreteldeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. fazem sim, isa!
      todo acontecimento nos traz conhecimento, e todo o conhecimento, prudência, e toda prudência, cuidado, todo cuidado, ....

      Excluir
  14. Uau, que poema profundo! Belas palavras, sério, adorei!!!
    Queria ter o dom de escrever coisas tão bonitas assim, parabéns! ^^

    Até mais!
    Math // de-livro-em-livro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. não tenho esse dom, preciso apertar bastante a espoja pra sair alguma gota. rsrsr

      Excluir

- respondo a todos os comentários;
- deixe seu link, afinal, curto muito visitar outros blogs e ler postagens;
- comentários de anônimos só serão aprovados mediante identificação;
- á primeira menção de grosseria, aguente as consequências.

____________________________________________________________________El Costa

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...